INTRODUÇÃO
Uma casa estável é aquela que permanece firmada nos princípios da Palavra de Deus, apesar das dificuldades e de ventos contrários que, por vezes, sopra sobre ela. Nenhuma crise é maior que a família, pois ela nasceu através de um projeto divino, cujo propósito é gerar um povo santo para povoar o reino de Deus.

1- FAMÍLIA SANTA, IGREJA FORTE
A nossa família precisa ser santa e todos os seus membros devem viver em paz e harmonia. É necessário acabar com situações de um dia estar bem e outro mal. De saber o certo e praticar o errado. Acabar com a vida dúbia: na Igreja ser uma coisa e, em casa, ser outra totalmente diferente.
Homens e mulheres de Deus precisam aprender a cumprir os princípios da Palavra de Deus, a qual nos dá tremendas orientações de como viver em família e gerar um lar de comunhão e intimidade com o Senhor.
A nossa família será, no futuro, o que cada um de nós plantar no tempo presente. Sabe por que o diabo odeia tanto a família? É porque ela é à base de uma Igreja forte e saudável. Igreja forte é o resultado de famílias equilibradas e santas.

2- FAMÍLIA: GERAÇÕES DE ADORADORES
O primeiro casal foi gerado por Deus em perfeição e santidade para também gerar um povo igualmente perfeito e santo. Mas todos os decretos que Deus deu a Adão e Eva foram ouvidos pelo diabo.  Ele torceu as palavras de verdade numa mentira, enganando assim aqueles a quem foi dada a missão de gerar as famílias que povoariam a Terra.
O que o diabo mais queria era ser igual a Deus (Is 14.14), porém somente ao homem e à mulher foi concedido ser imagem e semelhança de Deus, os quais, juntamente, gerariam filhos também imagem e semelhança do seu Criador. (Gn 1.26, 28).
Se quisermos ser fiéis aos ensinamentos de Jesus, temos que fazer da nossa família uma geração de adoradores. Deus não mandou Seu Filho amado vir ao mundo sem um plano familiar. Jesus, segundo os princípios de Deus, não poderia aparecer do nada, pois não existe ninguém sem uma identidade. Todos sabiam quem era seus pais na Terra: filho de um carpinteiro e de uma mulher chamada Maria. Ele tinha uma família cujos pais sabiam quem Ele era: Filho do Altíssimo.

CONCLUSÃO
A família precisa viver estes dois princípios: temor e obediência ao Senhor. Decida, pois, investir na sua família vivendo esses princípios. Se satanás usou da posição que tinha no céu e entrou na Sala do Trono, conseguindo com sua maldade influenciar anjos, o que ele não poderá fazer numa família que lhe der brechas?
Mas graças a Deus que o sangue de Jesus está sobre nossa casa e tem poder para anular e desfazer toda obra do diabo contra ela. Uma luz virá sobre a sua casa e desfará toda treva por ventura existente. Amém!

Sugestão de Louvor: Família – Aline Barros

Fonte: www.mir.12.com.br
Adaptação: Ministério CEO – www.ministerioceo.com.br
Correção Gramatical: Samuel Lopes Maciel
Coordenação e Revisão Geral: Pr. Donizétti Maciel

Estudo de Célula de Junho de 2014