INTRODUÇÃO
Em inúmeros momentos de nossa vida nos deparamos com “verdadeiros desertos”.
Sejam eles em questões familiares, sentimentais, financeira ou mesmo com nossa saúde, sempre passamos por eles no decorrer de nossa caminhada cristã.
O pior é que parece que sempre estamos sozinhos. E muitos começam a achar que pecaram, ou então que Deus se esqueceu deles, quando na verdade o Senhor sempre esteve conosco. (Is 43.2)
Os filhos de Israel ficaram 430 anos no Egito e quando o Senhor os tirou de lá, logo os levou para o deserto. Mas afinal, qual o benefício do deserto para o povo cristão? E para que nos serve o deserto? E por que ele parece ser tão grande e demorado de se atravessar?
Vamos analisar!

1- Aprender a depender de Deus
Quando o povo de Israel saiu do Egito e foi para o deserto, começou a depender de Deus. Antes eles dependiam de Faraó. Sua comida, seu trabalho, seu descanso, seus filhos que podiam sobreviver, etc, tudo era determinado por Faraó, o qual lhes oprimia.  No deserto, Israel volta a ser dependente de Deus, sendo o Senhor de suas vidas e não mais Faraó.
O deserto é onde Deus nos mostra que Ele é o único Senhor de nossas vidas. Dinheiro, fama, sucesso, nada disso funciona no deserto. Aprenda a depender de Deus! (Sl 37.3-5)

2- Deserto é lugar de enterrar o passado
Uma geração inteira morreu no deserto com Moisés. E uma nova geração surgiu para entrar na Terra Prometida.
Uma geração apaixonada pelo Egito (murmuravam pelos vegetais que comiam no Egito) não entrará na Terra Prometida. (Nm 11.4-5)
Os israelitas saíram do Egito, mas o Egito não saiu dos israelitas. Pessoas saem do mundo, porém o mundo não sai das pessoas. Muitos dos que estão na Igreja hoje, ainda fofocam, mentem, prostituem, falam mal do próximo, julgam uns aos outros, são avarentos, apaixonados por holofotes e primeiros lugares, presos a fama e ao sucesso, falam como egípcios, agem como egípcios, pensam como egípcios, fazem como egípcios, e se dizem o “Israel de Deus, povo escolhido pelo Senhor”.
Mude seus conceitos no “Deserto de Deus”.  Enterre o Egito, esqueça seu passado, você não é deste mundo e não deve se apegar a ele. Ame ao próximo, ame a Deus acima de todas as coisas, busque o Reino de Deus e a Sua justiça e deixe o Senhor lhe escrever uma nova história. (Rm 12.1-2)

3- A murmuração prolonga o tempo no deserto
A murmuração e a dureza de coração dos israelitas fizeram com que o deserto fosse um eterno covil para eles. Mesmo Deus manifestando tantos sinais e maravilhas no meio deles, ainda assim se tornaram rebeldes e desobedientes. E você, como se comporta quando está passando pelo deserto, é obediente e paciente como José, ou é murmurador e rebelde como foram os israelitas? (I Co 10.3-11)

CONCLUSÃO
Deus tem uma “terra prometida” para cada um de nós, mas há uma “escola no deserto” a se cursar primeiro.
Você é mais que vencedor em Cristo, porém a vitória vem após a luta. (Ef 6.13)
Deixe Deus te preparar no deserto, pois o preparo é para grandes conquistas. Aleluia!

Sugestão de Louvor: Eu Vou Passar pela Cruz – PG

Elaborado por: Pb Denis Caetano Lopes – CEO / Brasília – DF
Fonte: Bíblia sagrada
Correção gramatical: Samuel Lopes Maciel
Coordenação e Revisão Geral: Pr. Donizétti Maciel

Estudo de Célula de Março de 2014