Texto base: João 10.11-18, 26-29

INTRODUÇÃO
Neste texto, Jesus fala de três personagens: o bom pastor, o assalariado e as ovelhas.

1) Jesus apresenta-se como o bom pastor e dá as suas características:
• Ele dá sua vida pelas suas ovelhas. Significa um amor extremo, radical. De fato, Jesus deu a sua vida por nós (v. 11);
• Ele conhece intimamente cada uma de suas ovelhas; ele sabe tudo a nosso respeito (v. 14);
• Ele é conhecido pelas suas ovelhas, ou seja, ele se revela a nós. Esse nível de conhecimento deve ser tão profundo quanto o Pai conhece Jesus e Jesus conhece o Pai (v. 14-15);
• Ele dá a vida eterna para as suas ovelhas (v. 28);
• Ele protege as suas ovelhas – ninguém as arrebatará de sua mão (v. 28);

2) Jesus apresenta o assalariado (ou mercenário) e suas características (v. 12-13)
• Ele não tem cuidado das ovelhas;
• Ele não é um verdadeiro pastor no sentido de cuidar e se importar; só trabalha pelo salário e não tem nenhuma identificação com Jesus;
• Ele não é proprietário das ovelhas; elas pertencem ao Pai;
• Numa situação de perigo ele abandona as ovelhas, foge e deixa que elas sejam destruídas pelo lobo (diabo), porque não se importa e só trabalha por dinheiro;
A grande diferença entre o bom pastor e o mercenário é o amor pelas ovelhas. O bom pastor ama verdadeiramente suas ovelhas, deseja cuidar delas, dá a vida por elas.

3) Jesus apresenta as suas ovelhas e revela as suas características:
• Elas creem em Jesus, que foi o primeiro passo para se tornarem ovelhas dele (v. 26);
• Ouvem a voz de Jesus, o que significa que obedecem a ele;
• Elas seguem a Jesus, isso significa que são discípulos dele (v. 27);
Enfim, Jesus compara seus seguidores com ovelhas, e compara a si mesmo com o Bom Pastor.
Pergunta: A grande questão que devemos levantar é: você e eu somos de fato ovelhas do rebanho de Jesus?

Do texto podemos aprender que:
1) Só podemos dizer que seguimos a Jesus se ouvirmos a Sua voz
Segundo Jesus, as suas ovelhas ouvem a sua voz e o seguem. Ouvir implica em obedecer.
Tem muita gente que pensa seguir a Jesus mas engana-se. São membros de igrejas e até religiosos, mas não são discípulos. Um discípulo é um seguidor integral do mestre, procura obedecer em tudo e não só no que lhe convém. Se faço só o que me convém, não sou discípulo.
Pergunta: Na vida real, no dia a dia, será que nós ouvimos a voz de Jesus? Você segue as suas ordens e instruções?
Se sua resposta for positiva a estas perguntas então você é ovelha dEle. Se ama a Deus e busca conhecer e praticar a Sua vontade, e se seu caráter tem sido transformado (deixado de ser egoísta, rebelde, orgulhoso), então você é um discípulo dEle.
Se for negativa, você não é sua ovelha. Isso é um perigo, porque torna-se presa fácil do ladrão. Nesse caso, você precisa arrepender-se e receber Jesus Cristo como Salvador e Senhor de sua vida.

2) Nós somos como ovelhas e precisamos que Ele nos conduza
Sempre que olhava as multidões, Jesus se compadecia das pessoas porque eram como ovelhas sem pastor, sozinhas, perdidas e aflitas. Por mais que nos consideremos capazes, autossuficientes e independentes, na verdade nós precisamos ser guiados por Deus. Sem Ele, estamos perdidos, sem direção e sem futuro. Jesus é o Bom Pastor que vai à frente, e se você não segui-lo estará perdido.

3) Se não seguirmos a Jesus, então seremos conduzidos pelo “ladrão”.
Não há meio-termo, se você não ouve Jesus e segue-o, você ficará sem o Pastor para lhe proteger das investidas do diabo (o ladrão). Ele usa os desejos e necessidades que temos para tentar nos impedir de seguir Jesus e fazer o que Ele nos pede, assim viramos presas fáceis para o diabo, que quer nos roubar, matar e destruir (v.10).

4) Se seguirmos o Bom Pastor, teremos intimidade com ele e desfrutaremos de vida abundante e segurança.
O Salmo 23, conhecido como o salmo do bom pastor, é na verdade o salmo da ovelha. Ele fala dos benefícios experimentados por aquele que é ovelha e tem o Senhor como pastor. O versículo 1 nos diz que “nada faltará” a quem é ovelha dele. O que não faltará?
1. Não faltará descanso e refrigério (v. 2,3);
2. Não faltará direção (v. 3);
3. Não faltará proteção (v. 4);
4. Não faltará unção (v. 5);
5. Não faltará aceitação (v. 6);
6. Não faltará a presença eterna do Senhor (v. 6);

CONCLUSÃO
Ser ovelha de Jesus e fazer parte de seu rebanho implica em segui-lo e obedecê-lo.
Se Ele é o nosso bom pastor, que deu sua vida por nós, então nada nos faltará. Podemos descansar nesta verdade tão claramente revelada em Rm 8.32: “Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura, não nos dará graciosamente com ele todas as coisas?”.
Que, nesta próxima semana, possamos seguir o Senhor e experimentar sua presença suprindo todas as nossas necessidades.

Fonte: Igreja Batista Central / Belo Horizonte – MG
Adaptado por: Pr. Eduardo Garcia – MCEO / Baependi – MG – www.ministerioceo.com.br
Correção Gramatical: Samuel Lopes Maciel
Coordenação e Revisão Geral: Pr. Donizétti Maciel

Estudo de Célula de Janeiro de 2018