Texto Base: Mt 22.2,3,8-14

INTRODUÇÃO
Quando somos convidados para as bodas de um casal, logo pensamos: com qual roupa ou vestimenta eu vou? Principalmente quando o casamento é de um casal especial para nós, aí é que caprichamos na indumentária nupcial!
Outro dia lendo o texto acima, o Espírito Santo chamou-me a atenção para falar com os amados irmãos sobre a importância da vestimenta na Igreja (v. 11) antes que seja tarde demais. Então vejamos:

a) Vestimenta no Fórum e Delegacia – No dia que redigi esta lição, fiz questão de ir ao Fórum de São Lourenço – MG e copiar do aviso do Poder Judiciário do Estado de MG o que estava escrito ao público: “proibido o ingresso de pessoas vestindo calção, short, traje de banho de qualquer tipo, cropped, bermuda, camiseta regata, chapéu e boné (salvo quando estiver em serviço) e descalços”. O Espírito Santo novamente me instigou: “Tá vendo! No fórum e na delegacia de polícia (onde é um pouco mais suave) eles têm melhor critério e rigor do que em seu Ministério ou Igrejas!
Amados irmãos, não sejamos quadrados ou antiquados, mas também não sejamos liberais avançados, libertinos ou cheios de licenciosidades, despertando a lascívia, a cobiça, a prostituição, os pecados por maus pensamentos, a luxúria e sensualidade através da nossa vestimenta. Vocês acham que os fóruns e delegacias estão corretos em não banalizar o uso das roupas?

b) Vestimenta na Igreja – Nem seria necessário falar nada com os irmãos, mais precisamente com as mulheres, se nós usássemos um aparelhinho chamado “desconfiômetro”. O nosso desconfiômetro é o Espírito Santo e Ele se entristece com as vestimentas curtas, transparentes, sensuais, coladas no corpo, mostrando toda protuberância feminina ou destacando as partes indecorosas reservadas por Deus somente ao seu marido! A Bíblia recomenda “não entristeçais o Espírito Santo” (Ef 4.30). Queridas mulheres, a roupa não pode atentar contra o pudor, para não levar os homens a pecarem. Lembrem-se, os homens têm os seus estímulos sexuais aguçados pelo olhar. Irmã, faça a sua parte, e se algum homem desregrado cobiçar ou pecar assim mesmo, a culpa não é sua! O problema passa a ser totalmente dele e você não é responsabilizada pelo pecado dele!
Li num livro antigo de um Padre o seguinte: “A mulher escrava da moda indecente é a sirene que toca e convida o homem ao pecado a todo instante”.
Admiro as mulheres da Igreja Testemunhas de Jeová em São Lourenço, pois elas usam calça comprida no dia a dia na rua, mas à noite na Igreja todas estão de vestidos, geralmente longos, e saias decentes. Será que nós não conhecemos Lc 16.8? Nossas mulheres é que deveriam proceder assim! Vocês, homens, estão satisfeitos com as vestimentas femininas em sua Igreja? E vocês mulheres, estão satisfeitas com as vestimentas masculinas na sua Igreja?

c) Vestimenta em Lugares Diversos – Precisamos usar o raciocínio e o bom censo sem radicalismo ou liberalismo. Por exemplo, você não deve ir de terno e gravata para praia, mas também não deve ir de short e etc para a Igreja. Dependendo do local, do ambiente e do tipo de reunião que você vai participar é que você vai escolher a vestimenta! E certas vestimentas nem deveria fazer parte do guarda-roupa das crentes e dos irmãos também. Se você tem dificuldade de fazer uma autocrítica (crítica de si mesmo), então pergunte ao seu pai, mãe, marido, esposa, filho adulto ou irmão se a sua roupa não está provocante, no caso da mulher, sensual, transparente e a levar os homens a pecarem dentro da Igreja! Não venha me dizer que o que manda é o coração, porque eu nunca vi um coração andando sem corpo e o coração não usa roupa! Veja o que diz I Ts 5.22,23; I Pe 1.15,16. Será, meus irmãos, que não sabemos distinguir a Igreja, da praia, dos parques, da rua e até mesmo do fórum?

CONCLUSÃO
Não se esqueça do versículo 11 de Mt 22, principalmente para pregar ou louvar em cima do altar. Em nome de Jesus, mude a sua vestimenta para melhor! Se você engorda um pouquinho, a calça comprida fica provocante e o que era para adoração vira indução ao pecado (sedução). Santifiquemos hoje, pois o Senhor fará maravilhas em nosso meio, diz a Palavra.
Vestidos e saias decentes, desde que não sejam de alcinhas, e até mesmo calças não coladas no corpo, são bem vindas no culto! Deus abençoe a todos.

Autor: Pr. Donizétti Fernandes Maciel – CEO / Baependi – MG – www.ministerioceo.com.br
Correção Gramatical: Samuel Lopes Maciel
Coordenação e Revisão Geral: Pr. Donizétti Maciel

Estudo de Célula de Julho de 2017