Anunciando a verdade que liberta!

Rádio Online

Ouça no Spotify

Q

Koinonia – Promovendo a Comunhão na Igreja: Estar Juntos

Texto base: Marcos 3. 13-15 / Atos 2.42-47

INTRODUÇÃO
Para dar início a esta lição, faça as seguintes perguntas aos presentes:
1- Atualmente, quais são as pessoas com as quais você passa mais tempo? Seus familiares? Amigos? Colegas de trabalho? Irmãos da igreja?
2- Como está o seu relacionamento com essas pessoas? Em paz ou conflito? Profundo ou superficial?
3- Com quais pessoas você deveria passar mais tempo e, por não fazer isso, o relacionamento não está bom?

DESENVOLVIMENTO
Leitura bíblica: Mc. 3.13-15
“Jesus subiu a um monte e chamou a si aqueles que ele quis, os quais vieram para junto dele. Escolheu doze, designando-os apóstolos, para que estivessem com ele, os enviasse a pregar e tivessem autoridade para expulsar demônios”.
Uma das maneiras de termos comunhão com as pessoas é passando tempo com elas. Jesus sabia disso muito bem, por isso, se dedicou a estar junto de seus discípulos.

1- Estar junto gera intimidade
Quantos discípulos Jesus teve durante o seu ministério? Seja lá qual for o número, o texto bíblico nos diz que ele escolheu doze para estarem com ele, designando-os apóstolos. Como pessoas que receberiam tal autoridade e consequente responsabilidade, aqueles homens, certamente, necessitariam passar tempo com Jesus para conhecerem sua pessoa, seus ensinamentos, sua obra e sua missão. Por isso, Jesus os escolheu para que estivessem com ele. Estar juntos gera intimidade.
Atualmente, se quisermos ter comunhão com as pessoas, precisaremos passar tempo com elas. Para conhecermos alguém em  sua intimidade, temos que nos disponibilizar a  estar junto  a ela. Não há comunhão sem investimento de tempo.

1- Como você poderia estar mais junto das pessoas com quem você deveria ter comunhão?
2- Como você poderia estar mais junto das pessoas da sua célula?
3- Estar junto gera oportunidade de experiências extraordinárias

“Seis dias depois, Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João e os levou a um alto monte, onde ficaram a sós. Ali ele foi transfigurado diante deles. Suas roupas se tornaram brancas, de um branco resplandecente, como nenhum lavandeiro no mundo seria capaz de branqueá-las. E apareceram diante deles Elias e Moisés, os quais conversavam com Jesus”(Mc 9.2-4).

Se  os  doze  apóstolos eram pessoas que  tinham maior intimidade com Jesus, o  mestre também tinha  três que lhe eram ainda mais próximos. Tratava-se de Pedro, Tiago e João, os quais, devido a essa maior proximidade, tiveram a oportunidade de vivenciar experiências extraordinárias com o Senhor, não provadas pelos outros.
Eles estiveram com Jesus quando ele foi transfigurado e  conversou com Elias e  Moisés, um dos maiores acontecimentos sobrenaturais da Bíblia Sagrada e da história, do qual eles não teriam participado se não estivessem com Ele.
Semelhantemente, ao estarmos com as pessoas, geraremos oportunidades para vivenciarmos, quem sabe, as experiências mais extraordinárias de nossas vidas. De fato, ao nos privarmos da comunhão, poderemos perder essas oportunidades e termos histórias mais pobres do que seria possível. Por outro lado, quais são as pessoas que lhe são mais próximas? Não são aquelas com quem você vivenciou experiências extraordinárias? Assim, se, por um lado, estar junto gera oportunidade para experiências extraordinárias, por outro, experiências extraordinárias vivenciadas com outras pessoas proporcionam a  nós uma maior comunhão com elas.

1- Você já viveu experiências extraordinárias junto a outras pessoas? Poderia contar uma delas para o grupo?
2- Quais experiências extraordinárias você já perdeu por se privar do estar junto com as pessoas?
3- Estar junto gera apoio nas dificuldades

“Então foram para um lugar chamado Getsêmani, e Jesus disse aos seus discípulos: ‘Sentem-se aqui enquanto vou orar’. Levou consigo Pedro, Tiago e João, e começou a ficar aflito e angustiado. E lhes disse: ‘A minha alma está profundamente triste, numa tristeza mortal. Fiquem aqui e vigiem”( Mc.14.32-34).

Pouco antes de sua morte, Jesus foi com seus discípulos ao Jardim do Getsêmani. Ordenou que alguns deles se assentassem e esperassem por ele em determinado lugar e, chamando Pedro, Tiago e João, seguiu adiante. Nesse momento, na  companhia dos três discípulos, pressentindo sua tortura e  morte por crucificação, ele começou a se sentir aflito e angustiado, e desabafou com eles dizendo-lhes que estava profundamente triste e precisava de apoio.
Jesus, apesar de ser Deus, necessitou e desejou a companhia e apoio de seus amigos em um momento de aflição. Ele só pôde recorrer aos seus discípulos porque estava junto com eles. Estar junto gera apoio nas dificuldades.
Semelhantemente, estando com as pessoas, tendo comunhão com elas, poderemos encontrar apoio em momentos de angústia. O contrário, entretanto, também é verdadeiro. Ao nos isolarmos poderemos ficar sozinhos e desamparados nas dificuldades, o que, certamente, irá aumentar a aflição.

1- Você já encontrou o apoio de outras pessoas em momentos de dificuldade? Poderia compartilhar uma dessas histórias?
2- Você já precisou de apoio de outras pessoas e não encontrou por ter se isolado do convívio com elas?

CONCLUSÃO
Estar junto é a primeira e mais simples maneira de se promover comunhão com as pessoas. Não há relacionamento sem investimento de tempo. Quando passamos tempo com as pessoas, geramos comunhão através de:

1- Intimidade;
2- Oportunidade para experiências extraordinárias;
3- Apoio nas dificuldades;

Quais são as mudanças que você terá que fazer em sua agenda para dispor de mais tempo para estar com   as pessoas com quem você deveria ter comunhão?
Quais são as estratégias que você poderia usar para passar mais tempo com as pessoas e, assim, ter comunhão com elas? Eis algumas sugestões:
Almoçar juntos aos Domingos, fazendo um “encontro de panelas”. Ir ao cinema ou promover uma sessão de filmes em casa. Saírem juntos como casais, se forem casados. Promover um festival de tortas/sorvetes/pizzas. Participar de um passeio de bicicleta. Planejar um piquenique com o grupo. Visitar um membro do grupo no hospital. Promover caminhadas ou corridas.
Neste mês, promova eventos sociais com a sua célula, de modo que vocês estejam juntos. Depois, crie o hábito de sempre promover encontros de comunhão fora do horário da célula, para garantir que estarão mais juntos e assim desenvolverão maior comunhão.

Fonte: Igreja Batista Central / Belo Horizonte – MG
Adaptado por: Pr. Eduardo Garcia – MCEO / Baependi – MG – www.ministerioceo.com.br
Correção Gramatical: Samuel Lopes Maciel
Coordenação e Revisão Geral: Pr. Donizétti Maciel

Estudo de Célula de Abril de 2018

[su_note note_color=”#fff369″] Receba nossos estudos em seu e-mail, cadastre-se abaixo:

[wysija_form id=”2″]

Compartilhe este estudo!

+ Estudos

O Milagre do Amor

Texto Base: I João 4.16-19 INTRODUÇÃOO amor não é complicado como muitos pensam, mas sim mal interpretado e mal vivido. O verdadeiro amor envolve trabalho, entrega, renúncia e sacrifício. Quem é aperfeiçoado no amor não teme nenhuma destas coisas e não se permite ser...

Alivie seu fardo em Jesus

Texto Base: Mateus 11.28 INTRODUÇÃO“Bom, para mim não tem mais jeito! Estou fadado a viver com esse problema, enfermidade, infelicidade, incapacidade, enfim... Nunca vou superar meus obstáculos! Eu já tentei de tudo.” Bem, é assim que acreditamos e vivemos o tempo...

Você é Habitação do Espírito Santo

Texto Base: Efésios 3.16-19 INTRODUÇÃOVocê tem dado a devida liberdade ao Espírito Santo para morar em você e te auxiliar em sua caminhada cristã? Nós podemos limitar a ação do Espírito Santo em nossa vida, sabia? Quando tivermos dificuldades, situações complicadas,...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *