Anunciando a verdade que liberta!

Rádio Online

Ouça no Spotify

Q

Os Passos da Adoração: Ações de Graça

Texto Base: Salmo 100.4-5

INTRODUÇÃO
No Antigo Testamento, houve alguns locais designados para a adoração a Deus. O principal deles foi o chamado Templo de Salomão, construído pelo terceiro rei de Israel, cuja planta era a seguinte:

Ao escrever o versículo-chave desta série, o salmista tinha em mente essa planta. “Entrem por suas portas com ações de graças” faz referência às nove portas externas de entrada do Templo: uma à frente, quatro na lateral direita e quatro na esquerda. “Entrem (…) em seus átrios com hinos de louvor.” diz respeito aos três átrios da construção, os quais eram destinados a públicos diferentes: o átrio das mulheres, o átrio dos homens e o átrio dos sacerdotes. Além dessas partes, o Templo ainda possuía como centro um pequeno edifício que continha os chamados Santo Lugar e Santo dos Santos. No Santo dos Santos, estava a arca da aliança que representava a presença manifesta de Deus.

Ao usar o verbo “entrar”, o salmista tinha em mente alguém que estava dando passos pelas diversas partes do Templo, adentrando-o. De fato, essa pessoa deveria passar por uma das portas, caminhar por um dos átrios e poderia entrar no Santo Lugar, ou até mesmo no Santo dos Santos, caso fosse um sacerdote ou um sumo  sacerdote. Nesse sentido, há ligação de “portas” com “ações de graças” e “átrios” com “hinos de louvor”. Assim como havia um passo a passo para se acessar o Templo, há também um passo a passo para a adoração a Deus, que passa pelas ações de graças e louvor, bem como pela adoração propriamente dita e a presença manifesta de Deus. É sobre isso que trataremos nesta série, ministrando às nossas células quais são os passos que devemos dar em nossa adoração a Deus, até chegarmos à Sua presença manifesta.

Como a Bíblia Sagrada chama os crentes de sacerdotes (1 Pe 2.5,9; Ap 5.9-10), imaginemo-nos entrando pelas portas, passando pelos átrios, acessando o Santo Lugar e adentrando o Santo dos Santos. Apesar de isso não ser mais possível literalmente, pelo templo estar destruído, é possível pela fé através dos passos da adoração. Imaginemo-nos, então, entrando pelas ações de graças, passando pelos hinos de louvor, acessando a adoração e adentrando a presença manifesta de Deus. Que o Senhor nos conduza, passo a passo, até à Sua santa presença!

DESENVOLVIMENTO
Pergunte ao grupo:
O que é ação de graças?
Qual é o oposto da ação de graças?
Você é uma pessoa grata ou ingrata?
Quais são os seus motivos de gratidão a Deus?

A Bíblia Sagrada tem muitos versículos que tratam sobre a ação de graças. Para saber o que ela diz sobre isso, vamos fazer um apanhado geral.

A ação de graças:
Conforme já vimos, é o primeiro passo em nosso culto a Deus (Sl 95.2; 100.4);
É um ato de gratidão dirigido a Deus (1Cr 16.8,34; Sl 105.1; 106.1; 136.1-3;);
É o oposto da ingratidão, que tem como causas principais o orgulho, a insatisfação e o desprezo.   Orgulho porque não reconhecemos que o que somos e temos nos foi dado por Deus (Jo 3.27; Tg 1.17), pensando que foram por nós conquistados. Insatisfação porque não nos contentamos com o que somos e temos, reclamando das ausências e faltas. Desprezo porque menosprezamos o que somos e temos, não lhes dando o devido valor;
É algo que devemos praticar (1Tm 2.1) e em que podemos nos desenvolver e crescer (Cl 2.7);
Devem estar presentes em nossas orações (Fp 4.6; Cl 4.2);
Devem ser dadas publicamente (Sl 111.1);
Podem ser oferecidas através da música (1Cr 25.3; 2Cr 5.13; 20.21; Sl 147.7); É um dos meios de nos enchermos do Espírito Santo (Ef 5.18,20); Glorificam a Deus (Sl 50.23; 2 Co 4.15).

Algumas razões para as ações de graças:
Porque a misericórdia de Deus dura para sempre (1 Cr 16.34; 2 Cr 7.6; Sl 107.1); Porque Deus é bom (1Cr 16.34; Sl 106.1);
Pelo sucesso espiritual de nossos irmãos (Rm 1.8; Ef 1.16; Cl 1.3);
Pelo alimento (Mt 15.36; At 27.35; 1Tm 4.3);
Por respostas de oração (Dn 2.23; Jo 11.41);         
Porque é a vontade de Deus (1Ts 2.13).

CONCLUSÃO
Você já havia pensado que a porta de entrada para a presença de Deus é a ação de graças? É assim  que você tem iniciado o seu encontro com Deus?
Como tem estado o seu coração para com Deus: agradecido ou ingrato?

Fonte: Igreja Batista Central / Belo Horizonte – MG
Adaptado por: Pr. Eduardo Garcia – MCEO / Baependi – MG
Correção Gramatical: Samuel Lopes Maciel
Coordenação e Revisão Geral: Pr. Donizétti Maciel

Estudo de Célula de Novembro de 2018

[su_note note_color=”#fff369″] Receba nossos estudos em seu e-mail, cadastre-se abaixo:

[wysija_form id=”2″]

</p

Compartilhe este estudo!

+ Estudos

A Verdade sobre a Mentira na Vida Cristã

A Verdade sobre a Mentira na Vida Cristã

Texto Base: Atos 5.1,11 INTRODUÇÃOA história de Ananias e Safira é um relato impactante sobre as consequências da mentira, especialmente quando relacionada à fidelidade e à entrega a Deus. Este episódio revela a seriedade com que Deus vê a sinceridade e a integridade...

Desafios dos Seguidores Ocasionais

Desafios dos Seguidores Ocasionais

Texto Base: 1 Coríntios 15.19 INTRODUÇÃO No caminho da fé, encontramos diversos níveis de comprometimento entre os seguidores de Cristo. Um grupo particular é o dos seguidores ocasionais, que, apesar de sua aparente proximidade e atividade na igreja, possuem um...

A Eficácia da Oração do Justo

A Eficácia da Oração do Justo

 Texto Base: Tiago 5.16b INTRODUÇÃOAtravés da história de Ezequias, vemos o poder transformador da oração. Diante de uma sentença de morte, Ezequias voltou-se para Deus, demonstrando que a oração sincera e cheia de fé pode mudar situações aparentemente definitivas....

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *