Gn 31.38-42

INTRODUÇÃO: sf (lat fidelitate) 1 Qualidade de quem é fiel; lealdade. 2 Semelhança entre o original e a cópia. 3 Afeição constante. Probidade. 5 Exatidão, pontualidade.
Encontramos na Palavra de Deus muitos textos que falam de fidelidade, ou que falam a respeito daquele que é fiel… Dizer que é fiel quando tudo vai bem é fácil.  Somos desafiados a vivermos uma vida de fidelidade seja em qual for a situação, não importando com o tamanho do problema ou do desafio que temos pela frente, e nem mesmo com o tempo que isso possa durar.
Existem dois tipos de fidelidade: A Vertical (que fala do meu relacionamento com Deus) e a Horizontal (que fala do meu relacionamento com o próximo, ou seja, família, discipulador, discípulos, amigos, etc…). Vejamos alguns versículos que falam de fidelidade:
II Cr 19.9 – “Deu-lhes ordem, dizendo: Assim, andai no temor do SENHOR, com fidelidade e inteireza de coração. (Palavras do rei Josafá àqueles que foram nomeados juízes sobre o povo).”
Dt 7.9 – “Saberás, pois, que o SENHOR, teu Deus, é Deus, o Deus fiel, que guarda a aliança e a misericórdia até mil gerações aos que o amam e cumprem os seus mandamentos;”
I Sm 2.35 – “Então, suscitarei para mim um sacerdote fiel, que procederá segundo o que tenho no coração e na mente; edificar-lhe-ei uma casa estável, e andará ele diante do meu ungido para sempre.” (Palavras do Senhor contra a casa de Eli, dizendo que levantaria Samuel).
Pv 11.13 – “O mexeriqueiro descobre o segredo, mas o fiel de espírito o encobre.” (O mexeriqueiro promove a divisão, enquanto que o fiel promove a unidade).

TEXTO E CONTEXTO: Nos voltemos para a história de Jacó e seu sogro Labão. Jacó era um homem de fé, temente a Deus e que tinha um sonho. Nesse sonho haviam várias promessas incluídas: frutificação, posse de terras, prosperidade, proteção, segurança, etc… Labão, por sua vez, era homem idólatra, egoísta, traiçoeiro, mesquinho, mentiroso, enganador e avarento, e por várias vezes tentou tirar vantagem em cima de Jacó. (durante vinte anos explorou Jacó, Gn 31.38-41). Em várias situações agiu de uma forma totalmente desonesta. Entretanto, Jacó sempre manteve a sua postura de homem temente a Deus; e, em nenhum momento, murmurou contra Deus e nem se quer se levantou contra seu sogro, pelo contrario, antes preferiu sofrer o dano, nunca deixando de confiar em Deus.
Por essa razão, Deus o abençoou grandemente e Jacó se tornou um homem “poderoso” e de grande êxito. Jacó se transformou num “empresário” de sucesso,  tinha muitos bens e empregados a sua disposição. Mas, convém lembrar que nem sempre foi assim… Ele chegou até mesmo a não ter, se quer, um travesseiro para reclinar a cabeça, Gn 28.10-11. Mas então qual o segredo do sucesso de Jacó?

1º – Humildade: Jacó sempre se manteve humilde pra reconhecer as benécias de Deus em sua vida. Gn 32.10.

2º – Fé: Jacó creu nas promessas que faziam parte do sonho que Deus colocou em seu coração. Gn 28.12-15.

3º – Prática da fé: E fez um voto de fidelidade com Deus. Gn 28.20-22.

JACÓ TINHA UMA ALIANÇA COM DEUS! Os sonhos, sem dúvida, são a linguagem do coração de Deus. E aqueles que são fiéis tocam o coração do Pai e recebem SEUS SONHOS. Conquistar os sonhos nem sempre é tão fácil. Na maioria das vezes, é necessário pagar um alto preço: esforço, renúncia, dedicação, entusiasmo, ânimo, coragem e, principalmente, FIDELIDADE!

CONCLUSÃO: Por que ser fiel, se pra isso devo pagar um alto preço? Qual a “vantagem”?
1º – Por que é nosso dever como filhos de Deus. “Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do Deus vivo. Hb 3.12
2º – Deus não se associa com o infiel. 2 Co 6.15 “E que comunhão tem a luz com as trevas? 15 E que concórdia há entre Cristo e Belial?”
3º – Será grandemente abençoado. Pv 28.20 “O homem fiel abundará em bênçãos, mas o que se apressa a enriquecer não ficará sem castigo”.
4º – A fidelidade nos respalda com autoridade. Lc 19:17 “E ele lhe disse: Bem está, servo bom, porque no mínimo foste fiel, sobre dez cidades terás a autoridade”.
5º – Há uma grande recompensa para aquele que se faz fiel, Tg 1.12 “Bem-aventurado o varão que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam”.

LEMBRE-SE: Entre a promessa e a conquista real dessa promessa, existe um período de tempo pela qual temos de passar. É um período de teste. O nosso comportamento durante o teste é que vai determinar sucessos ou fracassos, conquistas ou derrotas.

Elaborado por: Pr Vladimir e Eliana
Fonte: www.batistadocaminho.com.br
Adaptação: Ministério CEO – www.ministerioceo.com.br
Correção Gramatical: Samuel Maciel
Coordenação e Revisão Geral: Pr. Donizétti Maciel

Estudo de Célula de Fevereiro de 2012