Anunciando a verdade que liberta!

Rádio Online

Ouça no Spotify

Q

Princípio da Mordomia

Texto Base: Gênesis 2.15

INTRODUÇÃO
O segundo princípio que vamos conhecer é o da Mordomia. No estudo anterior, aprendemos sobre o princípio do caráter. Deus nos criou à Sua imagem e semelhança, e o Seu sonho é que sejamos parecidos com Ele em tudo. Ele quer que tenhamos o mesmo caráter de Jesus, sendo seus imitadores em tudo.

PROPÓSITO
Aprender a lidar com a Mordomia à luz da palavra.

DESENVOLVIMENTO
1) O QUE É MORDOMIA?
É administrar, cuidar com amor daquilo que Deus nos dá: roupas, brinquedos, livros, alimento, família (I Tm 5.8), estudo etc… Antes de Deus criar o homem, Ele preparou toda a Terra para recebê-Lo, assim como uma mãe prepara o berço, as roupinhas e o quarto para um bebê que chegará.

Deus preparou a alimentação, a segurança, tudo o que o homem precisava para viver na Terra. Depois de tudo pronto, criou o homem, obra prima da Sua criação, e o colocou no Jardim do Éden, local que Ele preparou com todo carinho para receber a Sua imagem e semelhança.

Como o proprietário de todas as coisas no Universo, Deus deu ao homem a responsabilidade de cuidar de tudo o que ali havia, para cultivar e guardar a terra que havia sido preparada para ele (Lc 16.2).

2) NOSSA RESPONSABILIDADE
Essa mesma responsabilidade de zelar por tudo o que é de Deus foi dada a cada um de nós: A responsabilidade de preservarmos a natureza, de não poluirmos o meio ambiente, não jogando lixo nos rios ou nas ruas, nem destruindo as plantas ou matando animais.

A responsabilidade de administrarmos o nosso tempo, usando-o da melhor maneira possível, sem desperdiçá-lo com coisas que não são importantes. Devemos priorizar o tempo com o Senhor (Mt 6.33). Você já ouviu muita gente dizer que não tem tempo para orar ou ler a Bíblia, pois sempre tem muita coisa para fazer, não é mesmo?

É preciso cuidar com amor do que é nosso, pois um dia podemos precisar e não ter. A responsabilidade de cumprir as tarefas que nos são dadas. Por exemplo: os trabalhos da escola não devem ser feitos pelos pais ou por qualquer outra pessoa, mas pelo filho.

Essa responsabilidade é de quem está estudando, aprendendo, e não para os pais e responsáveis. Assim também devemos proceder com as tarefas de casa: guardar as roupas, arrumar os brinquedos, colocar os sapatos no lugar, ajudar a varrer a casa, o quintal, lavar a louça.

Todas essas atividades são, também, nossa responsabilidade, pois vivemos juntos em casa. Então, uma casa limpa, arrumada, organizada, é muito mais gostosa do que uma casa suja, desarrumada, certo?

Aplicação Prática: vamos administrar com amor e cuidado tudo que o Senhor tem entregue em nossas mãos sempre honrando a Ele com o que Ele nos concede, incluindo o nosso ganho. (Ml 3.10,11; 2 Co 9.7,10)

CONCLUSÃO
Deus sempre nos dá o melhor, mas também nos dá a responsabilidade de cuidarmos daquilo que Ele nos deu. Somos mordomos dele. Precisamos entender isso e cumprirmos a nossa parte.

Se quisermos o melhor, precisamos trabalhar para isso. Se formos fiéis ao Senhor, Ele nos suprirá em tudo, segundo as Suas riquezas em glória, amém. (Fp 4.19)

Fonte: igrejavidas.org
Correção Gramatical: Samuel Lopes Maciel
Coordenação e Revisão Geral: Pr. Donizétti Maciel

Estudo de Célula de Novembro de 2023

Compartilhe este estudo!

+ Estudos

A Verdade sobre a Mentira na Vida Cristã

A Verdade sobre a Mentira na Vida Cristã

Texto Base: Atos 5.1,11 INTRODUÇÃOA história de Ananias e Safira é um relato impactante sobre as consequências da mentira, especialmente quando relacionada à fidelidade e à entrega a Deus. Este episódio revela a seriedade com que Deus vê a sinceridade e a integridade...

Desafios dos Seguidores Ocasionais

Desafios dos Seguidores Ocasionais

Texto Base: 1 Coríntios 15.19 INTRODUÇÃO No caminho da fé, encontramos diversos níveis de comprometimento entre os seguidores de Cristo. Um grupo particular é o dos seguidores ocasionais, que, apesar de sua aparente proximidade e atividade na igreja, possuem um...

A Eficácia da Oração do Justo

A Eficácia da Oração do Justo

 Texto Base: Tiago 5.16b INTRODUÇÃOAtravés da história de Ezequias, vemos o poder transformador da oração. Diante de uma sentença de morte, Ezequias voltou-se para Deus, demonstrando que a oração sincera e cheia de fé pode mudar situações aparentemente definitivas....

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *